Meu pai é mais rico que o seu!  

Posted by .::Bio::. in , , , ,

ATENÇÃO: Esse post é uma crítica, não leia se for hiper-sensível!!!

- Meu pai tem uma moto!
- O meu tem um carrão!
- O meu tem uma casona!
- O meu tem uma mansão!
- O meu tem muito dinheiro!
- O meu é chefe do seu e paga o salário dele!
- ...

Quando na infância adoramos dizer o que temos, o que nossos pais têm e o que nosso é melhor que o do outro, o carro, a boneca, a roupa, a bicicleta, etc. Não importa, mas todo mundo quer ter o melhor, ser o melhor e contar muito a vantagem sobre isto.

Creio que todo mundo já teve vontade de ter nascido mais rico ou ao menos com pais mais abonados para poder ter o brinquedo que passou na televisão, a última roupa da moda, a bike mais transada ou sair pra os melhores lugares, estudar na melhor escola, ir aos melhores parques, etc. É o natural da infância, fazemos isto ainda em fase de amadurecimento.

Tá Bio, mas o que tem isso a ver com o RPG? TUDO! Ultimamente tenho vivido isso muito, e pensado em como nós amadurecemos, ou não. Como deixamos pra trás aquilo que um dia foi chamada de infância, nossos mimos, nossas manias, nossas bobagens, muito disto ainda está presente.
Recentemente tenho adotado o método de criação de personagens para o meu RPG onde os jogadores primeiro escrevem a história do pretenso personagem, seu passado, sua personalidade, os fatos importantes que ocorreram na vida dele, porque ele decidiu ser um aventureiro, etc. E muito me surpreendi com o que recebi: "Eu era filho do Rei de num sei onde", "Meu pai era o maior ladrão de ...", "Minha mãe era a feiticeira mais poderosa de ...", "Eu fazia parte do grupo de assassinos mais perigoso do ...", "Vim de uma família nobre e abastada de ...", "Meus tios são donos de metade do reino de ...", e então? Já reconheceram algo? Alguma similaridade com o que escrevi lá em cima? rs.

Tudo bem que o RPG é um jogo de imaginação, onde podemos ser aquilo que não somos na vida real, fazer o que é impraticável para nós na realidade e tudo mais, mas, porque ser tão rico? Tão bonito? Tão talentoso? Tão poderoso? Assim logo de início? Porque começar com tudo?

Temos de convir que riqueza, fama e poder é uma ambição global. É algo que todos queremos, e vamos LUTAR para obter, mesmo sabendo que não alcançaremos na medida que desejamos. Deixei em caixa-alta (maiúsculo) a palavra chave. Sim, todos queremos ter tudo isso, mas vamos LUTAR para conseguir, não nascemos sabendo correr, falar, paquerar, dançar até o chão, amassar latinha com a bunda, etc. A gente teve que aprender, teve que treinar, praticar, estudar e fazer por onde aprender tudo isso. Não creio que no RPG deva ser diferente.
Quer conhecer outra classe que pode amadurecer mais o pensamento, além das crianças mimadas? As mulheres que querem ser sustentadas. Elas cuidam do corpo, do cabelo e da pose pra conseguir um cara rico, para que no futuro, tenham cartão de crédito na mão, carro zero na garagem e um marido que lhe dê jóias para paparicá-la. Não quer fazer nada para conseguir isso no futuro, já quer o futuro de mãos beijadas.
Mas quer saber? Ela é ainda mais decente que as crianças mimadas que só choram pra ganhar tudo o que desejam, dão birra e batem o pé. Sabe porque? As crianças nada fizeram pra merecer o que querem, já as "sustentadas" para conseguir seu marido rico, malharam, se cuidaram, comeram pouco, cuidaram da alimentação, etc. Eu chamo isso de lutar, batalhar, aprender, se educar para conseguir o que quer. Viram que até elas tiveram que fazer por onde ficaram no topo da escala social?
Agora vamos transportar isso pra o RPG de fantasia, no nível 1 você é um personagem que não sabe muito, é um aprendiz, que está começando sua vida de aventuras, trilhando um caminho, começando a escrever sua história. (ponto final) Não tem como começar sendo um ninja que mata 8 pessoas com uma gilete, um brutamontes que derruba duas casas com uma braçada, um McGiver que abre todas as celas de uma prisão com um chiclete e um absorvente usado, um monge shao-lin bêbado que derruba todo mundo da taberna ainda no primeiro gole de cerveja. Não. Não dá.

Dinheiro? Todo mundo no nível 1 tem pouco dinheiro, mal pra comprar seu equipamento básico de aventureiro, não tem papai rico, não tem tio que morreu e deixou herança, não tem um ladrão burro que fugindo da guarda deixou um saco de dinheiro na porta da sua casa. Não, não tem. A história nem começou pra ter tudo isso já ocorrido. Não.
No RPG mais do que em qualquer outro lugar vale aquela máxima que diz: "Não é tão importante nossa chegada ao nosso destino, e sim o caminho que percorremos para chegar até lá". Quer um exemplo?

Inicio do jogo: Você é um aventureiro que pretende ter riqueza e se tornar o líder do seu povo. Hoje pela manhã o Imperador de Tazcomsacanagem morreu e lhe entregou uma carta dizendo: "Meu filho, hoje lhe deixo tudo o que lhe é de direito, você é um Rei!" Fim do jogo.

Gostou? Divertida essa super aventura né? Aff!

Não, precisamos amadurecer nossas idéias, ambições, motivações e pensamentos. Estamos aqui para escrever juntos uma história divertida e memorável, não para contar vantagem do que papai deixou, do que o tio era, do que herdou. Isso pode até ter, mas vai descobrir no meio do jogo, e não começar com trocentas vantagens sem sentido que vai deixar o jogo insoço e sem emoção.
Um exemplo prático: Naruto era um menino que não tinha nem pais sequer, um órfão sem nada nessa vida e nem sabia ser um ninja, era péssimo em jutsus e até reprovou nos exames. Ele participou de mais de 200 episódios bons, por isso, ele foi aprendendo, lutando, ralando mesmo, quebrando a cara, enfrentando tudo, até virar o que é hoje. Acreditem, muita, muita gente mesmo acha que hoje não tem mais graça, ele é super poderoso, apelão e tem quase tudo o que queria (eu disse quase), por que no dia que tiver tudo, a aventura termina.
Você tem pressa de terminar uma aventura? Então nem comece, amadureça primeiro seus conceitos...

Se for começar, comece direito! Cresça com seu personagem, aprenda junto com ele, viva cada dificuldade, lute, enfrente, batalhe, treine, faça dele alguém com uma história pra contar e não só com uma pilha de dinheiro pra sentar em cima entediado com a vida. É para isso que estamos aqui pra se AVENTURAR, não pra FINALIZAR. Porque no fim... tudo acaba.
[Mestre Bio]
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Blog: http://furyanos.blogspot.com/

This entry was posted on quarta-feira, 7 de outubro de 2009 at 03:49 and is filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

1 comentários

Go go go ...vamos LUTAR!!!!

7 de outubro de 2009 20:39

Postar um comentário